terça-feira, 29 de abril de 2008

Servir em liberdade

No mundo somos escessivamente livres para fazer o que quizermos, desde que isso nos traga morte! Essa é a falsa liberdade humana, uma liberdade hostil que nos faz sentir prazer naquilo que nos faz mal e nos aprisiona a isso.

O jovem gosta de lugares onde ele se sente livre. Tornar a casa de Deus um lugar de liberdade depende de nós, depende se somos realmente livres. Os lugares têm padrões de comportamento que definem o que é aceitável e o que não é, alguns têm isso definido com regras e outros nós percebemos de acordo com o comportamento das pessoas. É por isso que ninguém vai ao culto de biquini(e nem deve). Nós somos modelos para os que estão chegando, eles vão ser exatamente como nós somos.

A liberdade em que Jesus orava à Deus chamando-O de pai foi a permissão para que todos pudessem fazer o mesmo, até então ninguém via paternidade em Deus. Da mesma forma Jesus foi ousado ao comer com pecadores, operar curas, inclusive num sábado. Jesus servia em liberdade, sem máscaras, sem importar-se com sua aparência.

Se não somos livres, como os novos na fé vão ser?

Nada pode nos impedir de servir à Deus em liberdade. Ser livre é um direito e um dever do ator cristão, é um presente de Deus irrecusável!

Nós fomos chamados para adorá-Lo com o nosso corpo, com o nosso movimento, com nossas ações. É responsabilidade do ator cristão expressar a liberdade que há em Jesus Cristo. Nos cultos, por exemplo, deixamos essa responsabilidade para a dança, para o louvor, para o pregador, mas nós também somos vistos como ministros do Senhor, em cena ou não(1 Co 4.1). Devemos ser sinceros no nosso coração e no nosso corpo quando adoramos ao Senhor. Esse é o real sentido de adorar em verdade!

Bárbara Hellen

4 comentários:

Ana Clara disse...

Esse texto foi muito profundo... venho meditando nisso ao decorrer dessa semana no verdadeiro sentido da liberdade, esse fim de semana estava falando com uma certa pessoa e ela me disse com outras palavras que era livre por podia usar drogas quando ela bem entendesse, para provar a ela que aquilo não era liberdade eu disse a ela que concordava com o que ela tinha dito que era livre para usar drogas na hora que ela desejasse mas que não era livre para parar de usar a droga quando ela quisesse ela parou pra pensar e na verdade foi obrigada a concordar porque ela já havia tentado parar farias vezes e nunca conseguiu. Essa é apenas uma área em relação a liberdade...

Ana Clara disse...

existem pessoas convertidas porem não são livres, o senhor nos da liberdade mas muitas vezes nós mesmo somos quem nos fazemos cativos em alguma área, precisamos como artistas cristãs ser exemplo de liberdade para as vidas que o senhor vai nos entregar, livres para expressar o amor do senhor e mostrar aos outros a verdadeira essência da liberdade!

Babi ficou ótimo o texto viu!
amo vcs!

Ícaro disse...

muito bom !!!

Deus tá trabalhando em todos nós para viver esta liberdade...

o design do blog ficou otimo...

paz...

Nathalie Dâmaris disse...

"nós mesmo somos quem nos fazemos cativos em alguma área"
-palavras de ana clara-

concordo plenamente!



a gente tem que ser mais livre msm!
[liberdade eh uma palavra tao linda]
eu to pensando em alguma coisa pra falar...pera